O motor Volvo Penta combina muito bem com as difíceis condições de colheita na Índia

"É quente e empoeirado aqui, e nós carregamos cargas muito pesadas. Este é um trabalho sazonal, por isso precisamos de um motor que ofereça uma potência rápida e intensa em condições extremas." O operador de máquinas Kishor Nagese está ao volante do Shaktiman Tejas. Esta poderosa colhedora colhe, corta, limpa e converte cana-de-açúcar em tarugos para processamento em usinas de açúcar no estado de Gujarat, na Índia.

Colher, cortar, limpar. Então, a colhedora Tejas da Shaktiman converte cana-de-açúcar em tarugos para processamento nas usinas de açúcar.

Um operador feliz. Kishor Nagese dirige colhedoras há mais de dez anos e está encantado com a Tejas e seu motor Volvo Penta.

"A coisa mais importante nessas máquinas é a confiabilidade e o desempenho", continua Kishor Nagese, indo e voltando em vastos campos enquanto o horizonte além dele brilha no calor. Ele está particularmente impressionado com o motor D5 da Volvo Penta, que move a colhedora Tejas da Shaktiman. "A distribuição de potência deste motor é incrivelmente forte, e percorremos muitas milhas por litro de diesel. Também temos acesso rápido a peças e serviços quando precisamos. É uma excelente combinação."

O resultado da colheita no estado de Maharashtra ajuda a produtividade local e a qualidade de vida. Em um vasto país com padrões de vida extremamente polarizados, os agricultores indianos enfrentam muitos desafios. Condições climáticas incertas, indisponibilidade de mão-de-obra, falta de informações adequadas e acesso limitado à tecnologia, por exemplo. Há uma falta geral de conscientização entre os agricultores locais nessa região sobre os novos conceitos de mecanização agrícola. Assim, a capacidade de oferecer a eles soluções que ajudem a produtividade é muito importante para o modelo de sucesso empresarial sustentável de Shaktiman.

A colhedora Tejas da Shaktiman está prestes a descansar depois de outro longo dia no campo.

A colhedora Tejas trabalha duro em todas as condições de campo. Ao empregar o motor Volvo Penta, a Shaktiman pode transmitir os benefícios do aumento de potência e economia de combustível para seus muitos clientes finais em várias regiões da Índia. "Nós confiamos nesse motor por vários motivos", explica Vishwa Somannavar, chefe de negócios de soluções, vendas e marketing de cana-de-açúcar da Shaktiman. "Os intervalos de manutenção são o dobro dos outros motores que já tivemos, e os intervalos de substituição dos líquidos de arrefecimento são quase quatro vezes mais longos. É uma excelente combinação para um dos nossos produtos mais importantes."

Enquanto a Tejas continua cortando cana-de-açúcar com facilidade pelos campos, Kishor Nagese está quase no final de um longo dia, ainda falando com entusiasmo sobre seu trabalho. "É um prazer dirigir esta colhedora. A porcentagem de lixo durante o corte pode representar um pequeno problema. Eu tenho total confiança na colhedora e no motor!"

Olhando para o futuro, a Shaktiman planeja trazer outras novas tecnologias da Volvo Penta e apresentá-las à agricultura indiana, junto com suas colhedoras mais avançadas. "A Volvo Penta apoia nosso objetivo de tornar a agricultura mais econômica", explica Vishwa Somannavar. "Estamos muito felizes com o suporte geral de peças e pós-venda e esperamos manter nosso relacionamento lucrativo no futuro."

 

SHAKTIMAN
Fundação:
1997
Sede: Rajkot, Gujarat, Índia
Linha de produtos (selecionada): cultivador rotativo, rastelo elétrico, arado MB, plantadores, pulverizadores, colhedoras, adubação rotativa, vagão TMR e plataforma autopropulsada.
O motor Volvo Penta usado: Volvo Penta TAD 551 VE

Related News