A energia por trás da Copa do Mundo FIFA

Dois estádios da Copa do Mundo no Brasil contaram com os motores da Volvo Penta: Beira Rio em Porto Alegre e a Arena Amazônia em Manaus.
1860x1050-story-brazil

Em Manaus, o trabalho de construção lutou contra o tempo para terminar o estádio a tempo. O contrato de grupo gerador foi ganho pela Stemac, em parte por sua habilidade em lidar com prazos curtos. Diems Ollerman, consultor de engenharia da Stemac, depositou sua confiança na Volvo Penta: "Os motores Volvo Penta são confiáveis e potentes. Estamos confiantes em sua capacidade de desempenho."

A instalação combinou seis grupos geradores Stemac abastecidos pelos motores Volvo Penta TAD1642GE e TWD1643GE para uma produção de cerca de 700 kVA de energia cada.

Classificação final dos dois estádios: 9 jogos e 35 gols.